POEMAS

Poemas e Poetas do Alentejo

Publicado a
Espigas de trigo

Ao longo do tempo fui criando o hábito de ler um ou dois poemas à noite, antes de me deitar. Especialmente nos dias mais agitados e trabalhosos, naqueles precisamente em que estou tremendamente cansada, a poesia gera em mim uma calma, um momento de relaxamento, que me permite deitar-me e adormecer praticamente em seguida. Será que gosta […]